Lançamento do livro “D. Berta de Bissau” | 21 de Novembro | Sede da CPLP

Anúncios

3 comentários

Novembro 9, 2012 · 10:33 pm

3 responses to “Lançamento do livro “D. Berta de Bissau” | 21 de Novembro | Sede da CPLP

  1. Helio Conte

    Dona Berta, José Ceitil, Mônica, amigos e amigas… Do outro lado do Atlântico (Brasil) vou sentir saudades por não poder estar de corpo presente no lançamento deste fantástico livro sobre a Dona Berta, pessoa com a qual tive a honra de conviver. Meu pensamento estará presente, parabéns a todos que se empenharam nesta tarefa, só posso terminar a mensagem com os versos da Canção da América do Milton Nascimento..”Amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves dentro do coração…venha o que vier qualquer dia, amigo, eu volto a te encontrar… qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar
    Helio Conte

  2. Maria Júlia Jaleco

    Quem me dera poder estar presente, para homenagear a “Avó” Berta! Não posso mas espero que ela sinta um beijo no coração. Queria muito ter o livro – como posso consegui-lo?
    Abraços para todos

  3. Mónica Azevedo

    Meus Caros Amigos,

    Sei que nem todos conhecerão a Dona Berta e que nem todos os que a conhecem estarão por Lisboa no próximo dia 21 de Novembro. Poderão mesmo assim, eventualmente conhecer alguém que a conheça e que por Lisboa esteja e assim, agradeço, re-transmitir.

    A nossa mais do que querida Dona Berta vive desde há já longos meses um epílogo de vida bem ingratamente distante do mundo de doçura, carinho e amor desinteressado que foi a marca de toda a sua vida.

    Neste momento, é muito provável que, mesmo tendo-lhe sido dito, não apreenda que no próximo dia 21 um livro com o seu nome e a si inteiramente dedicado verá a luz do dia. O próprio autor, José Ceitil (obrigado sem fim, José!) lho há-de ler.

    Lançamento na sede da CPLP…dificilmente poderia ser mais simbólico o local, falando nós de uma caboverdiana do Maio, guineense de Bissau por coração inteiro, portuguesa de Campo de Ourique e com a Ordem do Infante, avó, mãe, irmã, amiga de brasileiros, s.tomenses, moçambicanos, angolanos, timorenses e tantos outros de tão desvairadas paragens que nela em Bissau tiveram o privilégio de colher o seu oiro de ímpar riqueza humana ao longo de 50 anos.

    Se neste mundo reconheço uma marca que deste mundo não é, é pelo nome de Berta Bento que ela responde.

    Eu não estarei em Lisboa no dia 21 de Novembro. Cada um de vocês que possa aumentará o calor que à Dona Berta é devido e atenuará a minha melancolia.

    Abraços,
    Frederico

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s