“Ideias em Estante” a José Ceitil, autor de “Dona Berta de Bissau”

Este é um daqueles livros que contém história. O relato de vida não de uma só pessoa, mas de vários indivíduos. O que marca a vida? Além das pessoas, com as quais temos a sorte de nos cruzar, a forma como encaramos as adversidades da vida;e, o sorriso com que nos entregamos ao dia a dia. Aos outros, às horas, que por nós passam, aos segundos, que mudamos. E tudo isto apenas num dia.

O caso de D.Berta – ou Avó Berta, como é carinhosamente tratada pelos milhares de netos, que criou ao longo da vida – é um exemplo de quem viveu, com garras e simultaneamente com ternura, a vida. Como escreve José Ceitil, autor deste livro, “a biografia é uma homenagem e um tributo”. Esta biografia reúne um conjunto de entrevistas feitas à D. Berta, na Pensão Central (Bissau, Guiné); e, também vários testemunhos de quem conviveu com D. Berta.

É uma forma de gratidão, transcrita para o papel. Para as páginas, que são unidas pelo verbo amar. Um verbo que representa o conteúdo da vida de Berta Bento. Nascida em Cabo Verde, chegou à Guiné -Bissau em 1948, casou com um português e adoptou o mundo, através de todas as nacionalidades que abraçou na Varanda da Pensão Central. Uma varanda com marca “B” de Berta, de Bissau e de Benção. Afinal quem não se sente abençoado por com D. Berta ter privado? ( Uma rima com música. Casal habitué, na dita Varanda). Veja a noticia !

Mafalda Avelar  in DE

Anúncios

3 comentários

Filed under Sem categoria

3 responses to ““Ideias em Estante” a José Ceitil, autor de “Dona Berta de Bissau”

  1. jos carlos nunes da silva

    Como poderei saber a morada do Lar onde est a D.Berta? Privei com a D.Berta entre 1980 e 1985. Em 2004, dia de Nata num regresso ocasonial Guin-Bissau, almocei com ela na Penso Central. Seria um prazer imenso estar de novo com uma pessoa to querida como a D. Berta. Obrigado

    Date: Fri, 30 Nov 2012 23:51:42 +0000 To: shepe@netcabo.pt

  2. Maria Júlia Jaleco

    Acabei agora de ouvir, gostei. Como é que a avó Berta soube do livro? Como reagiu? tenho interesse em saber… Obrigada, Ceitil

  3. José Carlos

    Foi com um misto de imensa ternura e de profunda tristeza que hoje fui a Barcarena. Estava longe de imaginar que iria encontrar a querida D. Berta tão fragilizada. Quase não respondia aos estímulos e nem uma palavra saiu dos seus lábios, apesar do esforço em proferi-las. Espero bem que da próxima vez, a encontre bem melhor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s